Um novo modelo, por favor!

Taxis no Rio de Janeiro

Há alguns dias, a jornalista e apresentadora Leda Nagle publicou um ótimo artigo intitulado “Mais táxis, por favor!” com reflexões e questionamentos relevantes sobre o serviço de táxi do Rio de Janeiro que inspiraram o título e o texto desse post.

Com a objetividade e clareza de sempre, Leda expõe várias questões vividas diariamente pelos cariocas: “Será que não chega a falta de profissionalismo de muito motoristas, que se dão ao luxo de escolher a direção em que vão trabalhar? Será que não perceberam que a fiscalização mais rigorosa da Lei Seca aumentou fortemente a demanda pelos táxis?”. No fim do texto, ela sugere o aumento e modernização da frota de táxis da cidade como solução para o problema atual.

Após o link do texto ter sido divulgado no Twitter, o Secretario de Transportes do Rio, Carlos Osório, fez a seguinte colocação sobre o assunto em seu perfil oficial: “o Rio tem 33mil Taxis, uma das maiores médias de taxi/habitante do mundo! Temos q manter o equilíbrio do sistema”.

Tanto Leda Nagle como o Secretario Carlos Osório têm razão. Está cada vez mais difícil conseguir táxi livre na rua em qualquer horário e alcançar o equilíbrio do sistema parece ser um caminho mais sensato do que colocar mais veículos na rua.

A pergunta que fica no ar é: como chegar a esse equilíbrio, aumentando o acesso dos usuários a um serviço de táxi de mais qualidade sem necessariamente ter que expandir a frota?

A Taxibeat tem a resposta.

Antes de pensar em mais táxis, o Rio de Janeiro precisa de um novo modelo, mais eficaz na busca e localização dos táxis disponíveis, que conecte passageiros e taxistas sem intermediários e otimize a relação oferta/demanda da cidade. Algo praticamente impossível de ser implementado no modelo atual.

Usando as tecnologias do GPS e da conexão 3G, o aplicativo Taxibeat faz com que taxistas não precisem mais rodar tantos quilômetros por dia em busca de passageiros. Do outro lado, os próprios usuários buscam e visualizam na tela do celular a lista de taxistas disponíveis na sua área e suas respectivas posições no mapa.

Isto traz outra dinâmica para o uso do serviço de táxi na cidade.

Além disso, o aplicativo traz duas vantagens adicionais que nenhum outro modelo é capaz de oferecer: poder de escolha para os passageiros e reputação para os taxistas. O impacto que esses dois diferenciais causam na qualidade geral do serviço é significativo.

Nosso sistema é o único em que o usuário pode escolher quem irá atendê-lo baseado no perfil de cada taxista, suas avaliações e serviços oferecidos (de ar condicionado e cartão de crédito a TV e Wifi). Em contrapartida, os bons profissionais passam a ser valorizados, pois quanto mais bem avaliados, mais vezes são escolhidos para receber chamadas.

O resultado disso é um serviço otimizado, personalizado e com alto índice de satisfação garantida de ambas as partes.

Em oito meses de operação, milhares de usuários de táxi do Rio de Janeiro e de São Paulo já deixaram para trás o modelo antigo para viver uma nova experiência. E são eles que, escolhendo e avaliando, participam diretamente na transformação de um serviço que trará benefícios para toda a cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *