Como se Aposentar?

INSS 2020 – Saiba Como se Aposentar pelo INSS 2020, Aposentadoria por Idade, Invalidez, Tempo de Contribuição e Especial O INSS – Instituto Nacional do Seguro Social – é o órgão do Ministério da Previdência Social que foi fundado em 1988, responsável pelas contribuições de aposentadoria dos cidadãos e a administração dos benefícios dos trabalhadores brasileiros – menos os servidores públicos -, como pagar as aposentadorias, auxílio-doença, pensão por morte, auxílio-acidente, entre outros. Esse sistema foi criado com o intuito de amenizar os problemas sociais.

Como se Aposentar Pelo INSS

É possível se aposentar em quatro tipos de aposentadorias, são elas: Aposentadoria Especial, Aposentadoria por Idade, Aposentadoria Por invalidez e Aposentadoria Por tempo de contribuição. Leia atentamente cada uma selecionada abaixo e veja em qual você pode se enquadrar.

Aposentadoria Especial

A aposentadoria especial é cedida aos trabalhadores que tiverem trabalhado sujeitos a condições especiais, ou seja, que prejudiquem de alguma forma a saúde ou a integridade física deste por 15, 20 ou 25 anos.

Analisando que a aposentadoria normal é dada após os 35 anos de trabalho exercido pelo homem e 30 pela mulher, a aposentadoria especial é muito “melhor”, porque o trabalhador tem menos períodos de contribuição e, ainda, não recai em seu cálculo do “fator previdenciário”.

Embora haja essa redução de mais ou menos 10 anos no tempo de contribuição, outro benefício é a renda mensal, pois a legislação garante o equivalente a 100% (cem por cento) do salário-de-benefício a este.

Aposentadoria por idade

Para conseguir aposentadoria por idade é preciso ter mais de 65 anos em caso dos homens e 60 anos para mulheres, e é preciso ter pagado cerca de 180 contribuições mensais para a Previdência Social e, necessariamente comprovar estas. Trabalhadores da zona rural podem exigir sua aposentaria com apenas 60 anos, ou seja, homens que trabalham na zona rural podem se aposentar com 5 anos, idem para as mulheres.

Aposentadoria por invalidez

A aposentadoria por Invalidez é um direito que é fornecido ao trabalhador que, caso seja considerado pela consulta da Previdência social incapacitado por doença ou acidente de continuar com seu serviço atual, lhes garanta o seu sustento.

Lembrando que, não terá direito a aposentadoria por invalides aqueles que já tiverem a doença ou lesão que gerasse o benefício, a não ser quando esta incapacidade “piorar” durante o emprego.

Como Cadastrar o Abono Salarial

Desde de 2012 a Caixa Econômica Federal passou a adotar o NIS, um novo sistema de cadastro social no qual as pessoas poderão se cadastrar nos programa que podem ser beneficiados e ainda não possuem cadastro. Com isso o formulário utilizado para o cadastramento do trabalhador foi substituído pelo DCN Documento de Cadastro do NIS.

CADASTRAR O PIS

Para você fazer o cadastro de um dos seus funcionários no programa de integração social você poderá seguir três formas diferente seguindo o passo a passo logo abaixo.

Cadastrar o PIS 2020 pela internet:

Basta você acessar o site: www.caixa.gov.br/cadastronisempresa e cadastrar uma senha, para uso na internet. Para cadastrar essa senha, você vai precisar da senha do seu cartão do cidadão. Após essa senha ser cadastrada você precisa levar vários documentos para realizar o cadastro.

Logo após essa documentação ser analisada e aprovada, você já pode cadastrar seus funcionários pela internet em rapidez e em poucos segundos e já colocar ele pra exercer o trabalho que fora estabelecido.

Confira a Tabela PIS 2020 e saiba quando o seu benefício será liberado para saque.

Cadastrar o PIS na agência da Caixa Econômica:

Outra opção que você tem é escolher uma agência que você já tenha um relacionamento, ou que tenha uma localização estratégica, e leve a seguinte documentação sua e do respectivo funcionário:

  • DCN;
  • Cartão do CNPJ;
  • Comprovante de matrícula no CEI (você pode fazer download do DCN no site da Caixa);
  • Comprovante de residência.

Para que assim possa realizar o cadastro no Programa de Integração Social do mesmo e ele comece a exerce as funções estabelecidas.

Não deixe esqueça de efetuar o cadastro de seus funcionários na Caixa Econômica, como já mencionado é um direito de cada trabalhador e obrigação do empregador. Vale ressaltar que esse cadastro é de cujo fundamental e obrigatório para todos os cidadãos brasileiros que estejam entrando no mercado de trabalho.

Um novo modelo, por favor!

Taxis no Rio de Janeiro

Há alguns dias, a jornalista e apresentadora Leda Nagle publicou um ótimo artigo intitulado “Mais táxis, por favor!” com reflexões e questionamentos relevantes sobre o serviço de táxi do Rio de Janeiro que inspiraram o título e o texto desse post.

Com a objetividade e clareza de sempre, Leda expõe várias questões vividas diariamente pelos cariocas: “Será que não chega a falta de profissionalismo de muito motoristas, que se dão ao luxo de escolher a direção em que vão trabalhar? Será que não perceberam que a fiscalização mais rigorosa da Lei Seca aumentou fortemente a demanda pelos táxis?”. No fim do texto, ela sugere o aumento e modernização da frota de táxis da cidade como solução para o problema atual.

Após o link do texto ter sido divulgado no Twitter, o Secretario de Transportes do Rio, Carlos Osório, fez a seguinte colocação sobre o assunto em seu perfil oficial: “o Rio tem 33mil Taxis, uma das maiores médias de taxi/habitante do mundo! Temos q manter o equilíbrio do sistema”.

Tanto Leda Nagle como o Secretario Carlos Osório têm razão. Está cada vez mais difícil conseguir táxi livre na rua em qualquer horário e alcançar o equilíbrio do sistema parece ser um caminho mais sensato do que colocar mais veículos na rua.

A pergunta que fica no ar é: como chegar a esse equilíbrio, aumentando o acesso dos usuários a um serviço de táxi de mais qualidade sem necessariamente ter que expandir a frota?

A Taxibeat tem a resposta.

Antes de pensar em mais táxis, o Rio de Janeiro precisa de um novo modelo, mais eficaz na busca e localização dos táxis disponíveis, que conecte passageiros e taxistas sem intermediários e otimize a relação oferta/demanda da cidade. Algo praticamente impossível de ser implementado no modelo atual.

Usando as tecnologias do GPS e da conexão 3G, o aplicativo Taxibeat faz com que taxistas não precisem mais rodar tantos quilômetros por dia em busca de passageiros. Do outro lado, os próprios usuários buscam e visualizam na tela do celular a lista de taxistas disponíveis na sua área e suas respectivas posições no mapa.

Isto traz outra dinâmica para o uso do serviço de táxi na cidade.

Além disso, o aplicativo traz duas vantagens adicionais que nenhum outro modelo é capaz de oferecer: poder de escolha para os passageiros e reputação para os taxistas. O impacto que esses dois diferenciais causam na qualidade geral do serviço é significativo.

Nosso sistema é o único em que o usuário pode escolher quem irá atendê-lo baseado no perfil de cada taxista, suas avaliações e serviços oferecidos (de ar condicionado e cartão de crédito a TV e Wifi). Em contrapartida, os bons profissionais passam a ser valorizados, pois quanto mais bem avaliados, mais vezes são escolhidos para receber chamadas.

O resultado disso é um serviço otimizado, personalizado e com alto índice de satisfação garantida de ambas as partes.

Em oito meses de operação, milhares de usuários de táxi do Rio de Janeiro e de São Paulo já deixaram para trás o modelo antigo para viver uma nova experiência. E são eles que, escolhendo e avaliando, participam diretamente na transformação de um serviço que trará benefícios para toda a cidade.

Taxibeat Chegou a São Paulo

Já se passaram quase 100 dias desde o nosso lançamento no Rio de Janeiro. Durante esse período acompanhamos de perto o crescimento do uso do nosso site entre usuários brasileiros, e percebemos a real transformação que o nosso site traz para o serviço de informação na rede.

São Paulo
Notícias de São Paulo

O poder de escolher o taxista e avaliar o conteúdo apresentado faz do Taxibeat muito mais do que um site de informações do Govenro. Estamos propondo um novo modelo, livre de intermediários, dando autonomia e reputação aos nossos jornalistas e segurança e comodidade aos nossos usuários.

Hoje começamos uma nova etapa. Nossa equipe editorial a São Paulo, uma das 10 cidades mais populosas do mundo, com muito otimismo e orgulhosos pelo sucesso alcançado no Rio. Para marcar essa data, fizemos questão de registrar alguns depoimentos de usuários contando suas experiências com o Taxibeat.

O resultado você confere no vídeo abaixo. Temos certeza que você irá se surpreender!

Se você mora no Rio ou em São Paulo, faça parte desta transformação. Acesse nosso site pelo seu navegador e colabore para a melhoria do serviço de táxi da sua cidade.